Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Melhor Blog do Mundo

Porque as coisas boas da vida têm mais sabor quando são partilhadas...

Fomos a banhos numa salina

07.09.16 | Os bloggers

Verdade, verdade verdadinha! Fomos a banhos numa salina!

É novidade, passámos perto e fomos experimentar!

DSC04971.jpg

A empresa Cale do Oiro, em Aveiro, decidiu dinamizar a zona das salinas de Aveiro, construindo uma piscina salgada e um spa salínico. O fundo da piscina está revestido por lama natural das salinas e a elevada concentração de sal promete fazer flutuar como no Mar Morto.

DSC04994.jpg

No local é possível então desde o passado mês de Julho tomar banhos salgados e enlameados, fazer massagens, adquirir sal e produtos à base de flor de sal (desde temperos culinários a sabonetes), bem como efectuar uma visita guiada pelas Marinhas.

DSC04975.jpg

O complexo funciona das 10 às 19 horas e a entrada é 2 euros para os banhos e 4 euros para banhos e visita guiada.

Fomos lá durante a semana e por volta das 16 horas. Estava cheio, mas sem lotação esgotada. Conseguimos um espaço no pequeno areal para "estacionar" as toalhas.

DSC04984.jpg

A piscina salgada tem uma zona com menos profundidade com o chão em madeira (a água ficava abaixo do joelho) e a zona mais profunda fica pouco abaixo da cintura. A água é escura, porque o fundo é enlameado - a tal lama natural nas salinas (a sensação é semelhante a pisar pedras revestidas com gelatina - verdade!). Muitos dos banhistas besuntavam-se por completo com a tal lama, que depois deixavam secar ao Sol - é uma imagem caricata (conseguem imaginar?).

DSC04983.jpgDSC05031.jpg

Nós besuntámos as pernas e molhámo-nos até à cintura. Mais não conseguimos, a cor da água e o cheiro da lama deixaram-nos um pouco apreensivos, até porque tivemos receio de haver uma grande fila para passar nos chuveiros no final. Ah! E nunca estivemos no Mar Morto, mas não nos pareceu de todo que se flutuasse como no Mar Morto.

Numa outra extremidade do complexo havia uma segunda piscina, mais pequena e com água pelo tornozelo, sem lama... E nesta sim, notámos o elevado teor de sal. No entanto, dava apenas para esfoliar os pés.

DSC05014.jpgDSC05012.jpg

No trajecto entre as duas piscinas apreciámos a beleza das salinas.

DSC04993.jpgDSC05030.jpgDSC05005.jpgDSC05043.jpg

Aconselhamos uma visita à salinas, por ser uma actividade diferente e uma zona com paisagens peculiares. Os banhos na piscina são no mínimo diferentes e não agradam a todos... Se decidirem ir a banhos levem roupa velha, porque a lama mancha a sério. Deixem o carro para trás da zona da pequena estrada de acesso à salina, porque quando a maré sobe invade a estrada e para veículos mais baixos torna-se intransitável.

Foi uma experiência engraçada, por ser diferente e permitir ver de perto as salinas, mas não ficámos com grande curiosidade de voltar para banhos - a água escura (preta!) e o cheiro da lama (por mais terapêutica que possa ser) deixaram-nos pouco à vontade para usufruir da piscina.

DSC05061.jpgDSC05060.jpg

Bons banhos salgados!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.