Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sementes de girassol caramelizadas

por Os bloggers, em 31.07.17

Há algum tempo que nas feiras e recriações medievais que ocorrem pelo país, principalmente neste período de Verão, que nos deparamos com indivíduos a oferecer sementes de girassol caramelizadas para provarmos, como curiosos e gulosos que somos, nunca recusamos esta oferta e acabamos sempre por comprar. Mas temos que admitir que umas míseras 100 gramas são um pequeno balúrdio e não chegam para nada!

DSC00404.jpg

Modéstia à parte mas também nos safamos bem na cozinha, a XX nos pratos principais e eu com os doces, decidi que tinha de fazer este snack em casa e adivinhem.... Correu muito bem! 

Seguindo o nosso lema de partilhar as coisas boas da vida, deixo-vos a receita.

 

Ingredientes:

125 gramas de sementes de girassol

3 colheres de sopa de acúçar amarelo (pode ser substituído por outro açúcar)

Água q.b.

1 colher de chá de fermento

Paciência q.b.

 

Modo de preparação:

Coloquem as 3 colheres de açúcar numa taça e juntem água até obter uma mistura uniforme.

Numa frigideira ou tacho anti-aderente, coloquem as sementes até começarem a soltar aroma, cuidado para não as deixarem esturrar neste ponto.

De seguinte juntem o açúcar com q água e deixem levantar fervura, agora devem colocar em lume brando e mexer constantemente para não agarrar no fundo do tacho. Quando notarem que a mistura começa a ficar espessa, polvilhem com o fermento e continuem a mexer, vai fazer uma espuma branca mas é normal e é a partir deste passo que vai começar a caramelizar. Devem continuar a mexer até obter o resultado pretendido, só tendo atenção que neste ponto facilmente esturra e fica com um sabor amargo.

Forrem um tabuleiro com papel vegetal, estendam as sementes, deixem arrefecer e depois deliciem-se.

DSC00402.jpg

É verdade que como snack é um pouco calórico, mas sabe muito bem! Também é óptimo para colocar no iogurte natural para dar um pouco de doce.

Bom apetite!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Pois, Café

por Os bloggers, em 09.05.16

Adoramos percorrer as ruas de Lisboa um pouco sem rumo, descobrir novos recantos que nos encantam e passam despercebidos na correria do dia a dia.

 

Após mais uma longa caminhada, o sobe e desce das colinas de Lisboa abriu-nos o apetite e como já era tarde para lanchar mas ainda era cedo para jantar, precisávamos de encontrar um local onde pudessemos descansar as pernas e saborear uma refeição ligeira.

Os locais que se adequavam e que já conhecemos ficavam longe, como estávamos pela zona da Sé, tudo nos parecia demasiado turístico e a escolha não estava fácil até que a nossa amiga que nos acompanhava se lembrou do Pois, Café.

cafe-pois-cafe-adj.jpg

O Pois, Café fica numa das zonas mais turísticas de Lisboa, junto à Sé de Lisboa na entrada do famoso bairro de Alfama. À primeira vista era daqueles sítios que andávamos a fugir mas assim que entrámos a surpresa foi geral, um espaço diferente, com umas enormes arcadas, as paredes em redor preenchidas com prateleiras de livros e revistas de praticamente todo o mundo, sofás e mesas de todos os tamanhos que permitem um momento a dois ou grupos grandes e um ambiente muito calmo e descontraído.

DSC01370.jpg

DSC01371.jpg

DSC01373.jpg

Já confortavelmente instalados era altura de escolher da ementa algo para petiscar, tarefa que não se torna fácil porque a ementa baseia-se muito em sabores tradicionais e a vitrine de bolos do dia deixa-nos a salivar. Optámos por um delicioso bolo de maçã com chantilly, uma tosta caprese em pão de bagel e para matar a sede, um sumo natural de arando vermelho e um sumo natural de flor de sabugueiro, ambos servidos com água gaseificada.

DSC01366.jpg

DSC01369.jpg

DSC01374.jpg

Ficámos rendidos ao espaço. Estava tudo delicioso e o ambiente deu para relaxar da caminhada e ganhar energias para voltar a casa. Ficámos também a conhecer mais uma opção para um brunch pela baixa. O Pois, Café tem disponíveis 3 menus de brunch desde os 6,20€ aos 13,50€ e segundo as críticas parecem ser óptimos, ficámos muito curiosos.

 

Se não for para comer, o Pois, Café também é um excelente spot para umas horas de leitura, podem levar o vosso livro, ler um dos muitos disponíveis ou podem trocar livros na biblioteca second hand. Por vezes existem também exposições de artistas locais. Ah! E tem wifi gratuito, óptimo para organizar um trabalho de grupo ou uma reunião de trabalho informal mas sempre ligados à rede!

Em relação aos preços, atendendo à zona em que se localiza, achámos que são justos para a qualidade dos produtos, o espaço e o atendimento, sempre com um sorriso e muita simpatia.

Vamos voltar de certeza! 

Bons passeios!

 

Pois, Café

Rua São João da Praça, 93/95

Sé, Lisboa

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Abrimos a época do gelado!

por Os bloggers, em 04.05.16

Com o calor das últimas 48 horas, consideramos oficialmente aberta a época do gelado!

(Embora na realidade ela nunca tenha fechado! Eh eh)

Quem é que não gosta de um fresco e delicioso gelado?! Agrada a miúdos e graúdos, refresca o corpo e aquece a alma!

Independentemente da cor, sabor, forma ou feitio, um gelado é sempre um gelado e é sempre bem vindo ao nosso Palacete, ou motivo para dar uma voltinha.

 

Gelados.jpg

 

Já aqui falámos de alguns espaços onde se degustam verdadeiras preciosidades geladas e que podem espreitar já de seguida:

- Gelato Davvero

- Gelateria Nannarella

- Conchanata

- Artisani

 

Para além destes espaços lisboetas, a gula traz-nos também à memória a Emanha na Figueira da Foz, a Santini em Cascais e a Mabi em Milfontes, os dois primeiros negócios também com espaços em Lisboa.

 

Deliciem-se!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:15

Onde se come por Évora

por Os bloggers, em 25.03.16

Um dia inteiro a caminhar por Évora gasta muita energia e por isso tivemos que fazer algumas paragens para carregar as baterias.

DSC00733.jpg

 

Normalmente usamos a aplicação do Zomato ou do Tripadvisor para escolher os locais de refeição, mas desta vez, fomos guiados pelas dicas de alguns amigos de Évora e fugimos dos locais turísticos.

 

Almoço

Como estávamos perto da Praça do Giraldo, a recomendação foi o Restaurante Piparoza. O espaço interior é bastante agradável, a decoração mistura o antigo com o moderno de uma forma harmoniosa criando um ambiente acolhedor. Para os dias mais quentes existe uma simpática esplanada no exterior.

Quanto ao repasto, começámos por uma salada de polvo muito fresca e saborosa; para pratos principais, os escolhidos foram o magret de pato com framboesa e os lombinhos de porco preto. Ambos os pratos estavam deliciosos, carne tenra e saborosa, só a pecar pela quantidade, apesar de ser um restaurante mais virado para as tapas, afinal estamos no Alentejo e queremos comer bem!

Terminada a refeição, é hora da sobremesa, nesta temática a oferta não é muito variada e por isso não foi difícil escolher, optámos pela sericaia com ameixa de Elvas. Neste caso ficámos um pouco desiludidos, a consistência e o sabor não corresponderam às expectativas.

Para os apreciadores, o restaurante tem uma extensa carta de vinhos e são servidos a copo.

Preço médio para 2 pessoas: 25€ 

11705160_912711518767797_3080986534470880275_n-110

piparoza-boutique-bar-sala-a2e01.jpg

 

 

Lanche

Para o lanche não pedimos dicas, como gostamos muito de doces conventuais, já tínhamos pesquisado sobre o melhor local para os provar em Évora e todos os resultados apontavam para a Pastelaria Conventual Pão de Rala. Foi uma óptima surpresa, a sala é muito acolhedora, com as paredes decoradas com azulejos e quadros com fotografias de figuras públicas que por ali passaram e o melhor de tudo, uma vitrine repleta de doces tradicionais e conventuais.

Como já chegámos um pouco tarde para lanchar, já tinham acabado as queijadas de Évora mas com todos aqueles "pecados" doces à nossa frente, a escolha tornou-se difícil, dava vontade de comer um pouco de tudo. Acabámos por escolher um queijinho de amêndoa (amêndoa com recheio de doce de ovos) e um beijinho de freira (doce de ovos). Assim como o aspecto, também o sabor estava divinal! 

Com todas estas iguarias para provar, com um atendimento atencioso e muito familiar, é sem dúvida um local de paragem obrigatória para quem visita Évora!

Preço médio para 2 pessoas: 7,5€

DSC00741.jpg

DSC00743.jpg

DSC00747.jpg

DSC00746.jpg

DSC00749.jpg

 

Jantar

Para o jantar, a sugestão foi o Restaurante Maria Luísa na Praça 1º de Maio, mesmo ao lado da Capela dos Ossos.

Com uma sala ampla e um ambiente requintado mas informal, é um restaurante de comida tradicional alentejana mas com um toque gourmet.

Éramos quatro adultos e decidimos pedir vários pratos para partilhar.

Para a entrada a escolha foi a farinheira assada com grelos salteados, que se revelou um excelente prólogo para os pratos principais.

Os pratos escolhidos foram: migas de espargos com carne de alguidar, lombinho de porco preto com puré de maçã e batata fritaempada de coelho bravo com arroz de passas e pinhões. Todos os pratos reveleram um elevado cuidado na confecção e estavam deliciosos, mas temos que destacar a empada de coelho bravo que nos surpreendeu pela mistura de sabores intensos e da qual ficámos fãs.

Para sobremesa, repetimos a serica com ameixa de Elvas e o doce de requeijão com amêndoa que estavam igualmente deliciosos. Destaque para a sericaia, das melhores que já comemos, com uma excelente textura e sabor!

Preço médio para 2 pessoas: 30€

3492_rest.jpg

muito-restaurante-com (1).jpg

maria-luisa-restaurante.jpg

a-tipica-siricaia.jpg

 

Bom passeio e bom apetite!!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

As queijadas conquistaram Lisboa

por Os bloggers, em 05.03.16

Queijadas... Quando ouvimos falar em queijadas, as primeiras que nos invadem o pensamento são mesmo as queijadas de Tentúgal, uma delícia que temos o prazer de poder comer com alguma regulariadade.

 

Desta vez as queijadas que fomos provar fogem um pouco do tradicional doce conventual ao qual estamos habituados e, ao requeijão juntam outros sabores, como é o caso da Nutella ou Oreo.

Estamos a falar da Queijadaria Lisboa, um novo espaço que abriu junto à Rotunda da Estefânia e assim que entramos presenteia-nos com uma montra repleta de queijadas e tartes com um aspecto simplesmente delicioso!

 

DSC_0068.jpg

DSC_0074.jpg

 

A tarde estava chuvosa e fria e a vontade de sair de casa era praticamente nula, mas quando o assunto é doce, quem manda é a barriga e essa já dava pulos para provar estas queijadas, lá fomos.

O espaço é muito agradável, a sala é ampla, dividida pela cozinha e balcão de atendimento e ao fundo existe uma esplanada que deve ser fantástica nos dias mais quentes. Existe também uma pequena mesa para ocupar as crianças.

 

DSC_0070.jpg

IMG_20160213_181606.jpg

IMG_20160213_181556.jpg

 

Como a variedade é muita é normal ficarmos baralhados sem saber muito bem qual escolher, mas neste aspecto fomos muito bem atendidos e rapidamente nos explicaram todas as opções.

A nossa escolha inicial foi a queijada de doce de abóbora e noz e a queijada de frutos vermelhos, esta última parece ser um best seller. Ambas estavam deliciosas e também concordamos que a queijada de frutos vermelhos se destacou um pouco tanto em sabor como textura. Como o XY nesta matéria de doces tradicionais é um pouco glutão, teve que ir buscar a queijada de Nutella, mas esta versão já não cativou tanto como as anteriores. Para acompanhar optámos pelo chá, este ponto merece uma especial atenção, para acompanhar estas queijadas deliciosas devia haver uma selecção maior de chás, a escolha era pouca e resumia-se ao básico, mas há outras opções como a limonada ou sumo natural.

 

IMG_20160213_181959.jpgEsquerda: frutos vermelhos; Direita: doce de abóbora e noz

 

IMG_20160213_183449.jpgQueijada de Nutella 

 

Além de ser um espaço fantástico para lanchar, existem também refeições ligeiras para almoçar e um brunch ao sábado, parece ser um óptimo motivo para experimentar a esplanada quando o sol decidir aparecer.

Desta vez não ficámos completamente rendidos ao conceito, talvez porque estamos demasiado formatados para a tradicional queijada conventual com que crescemos ou então porque precisamos de repetir mais vezes a experiência e experimentar outras combinações.

Bom apetite!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:30

O original Bubble Tea

por Os bloggers, em 29.02.16

Descobrimos o Bubbe Tea na nova Bobalicious! Yupi!

Querem saber o que é? Leiam até ao fim, que explicamos tudinho!

 

DSC_0137.jpg

 

O Bubble Tea é uma deliciosa bebida criada em Taiwan na década de 80. Na década de 90 cativou toda a Ásia e já neste século o continente Americano e alguns países Europeus. Agora chegou a Lisboa!!! Como fãs de novos sabores, tivemos de ir experimentar esta nova bebida que chegou a Portugal e que promete fazer furor.

O Bubble Tea é feito com uma base de chá, misturada com leite ou concentrado de fruta e pérolas (bobas) de tapioca e/ou fruta. As bobas são compostas por tapioca e açúcar amarelo, passando de beje a negras na cozedura. Para beber o Bubble Tea utilizam-se umas palhinhas "gordas", que permitem a passagem das pérolas de tapioca do copo para a boca, culminando numa deliciosa explosão de sabor!

 

A Bobalicious abriu no início do ano na Avenida João XXI, na Galeria Via Veneto, junto ao Campo Pequeno, trazendo o Bubble Tea até Portugal.

 

DSC_0129.jpg

 

É possível fazer mais de mil combinações de Bubble Tea, cativando todos os gostos. Fomos simpaticamente aconselhados  pelo staff da Bobalicious e escolhemos um Milk Tea e um Fruit Tea. O Milk Tea escolhido tinha sabor a manga e bobas extra de laranja. O Fruit Tea foi de maracujá. Escolhemos o tamanho normal (existe também o mini e o jumbo). Para além destes há o Pure Tea, o Special Tea ou o Mocha Tea, sempre com vários sabores possíveis. Pedimos sem açúcar extra para além do açúcar da própria bebida e estava no ponto.

 

DSC_0135.jpg

 

Gostámos imenso da experiência. A bebida tem um sabor diferente e uma textura original, conferida pelas pérolas de tapioca. As bebidas são servidas frias; das duas que experimentámos consideramos que o Milk Tea tem uma consistência mais espessa, que de alguma forma aquece mais no Inverno, e que o Fruit Tea é perfeito para o tempo quente.

 

DSC_0136.jpg

 

Os preços de uma bebida oscilam de 2.25 a 5.75 euros, em média fica a 4 euros por pessoa.

Têm mesmo de experimentar o Bubble Tea, nós vamos seguramente voltar à Bobalicious para experimentar outras combinações!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Quem quer um brigadeiro?

por Os bloggers, em 26.02.16

Somos fãs de um bom brigadeiro (principalmente a XX, gulosa!).

Quem é que não gosta de um 'doce' brigadeiro a acompanhar um 'amargo' café? Adoramos momentos simples e deliciosos, como os proporcionados pela combinação do café com um doce, num ambiente descontraído e relaxado no meio de um dia de azáfama. Sabe tão bem!

 

Posto isto e estando de passagem pelo Parque das Nações, achámos que seria uma excelente ocasião para conhecer a 'Nanda Brigadeiros'. O nome não deixa margem para dúvidas, ali há uma cozinha dedicada à confecção de brigadeiros!

 

IMG-20160226-WA0001.jpg

 

O espaço fica muito perto da Torre Vasco da Gama.

A decoração é em tons de verde e branco e a vitrine do balcão apresenta vários grupos de brigadeiros de diferentes sabores que cativam o olhar e agitam as papilas gustativas. As funcionárias são simpáticas e atenciosas.

O espaço em si tem poucas mesas, deixando a noção de que funcionará mais em regime de take-away. Mas não tivemos dificuldade em arranjar mesa, porque naquele momento estava vazio.

 

IMG-20160226-WA0002.jpg

 

A montra é apelativa, com brigadeiros de vários sabores - tradicional, 70% chocolate, gengibre, pistacho, doce de leite, churro, amêndoa, café...

Escolhemos o brigadeiro tradicional e o de pistacho para acompanhar o nosso café. Para além disso o café ainda vinha acompanhado por um mini brigadeiro de doce de leite. O brigadeiro tradicional estava bom, mas não surpreendeu. O brigadeiro de pistacho é divinal - doce sem enjoar, crocante, colorido, uma explosão de sabor.

 

IMG-20160226-WA0003.jpg

IMG-20160226-WA0000.jpg

 

Para além disso o espaço é também conhecido por fazer umas deliciosas coxinhas de frango. Não provámos, ficará para uma próxima visita.

Resumindo, na 'Nanda Brigadeiros' podem encontrar brigadeiros de vários sabores, confeccionados com arte e engenho.

Os brigadeiros variam entre 1 a 1.55 euros. Os preços parecem-nos ligeiramente inflaccionados, principalmente em relação aos brigadeiros que ficam a 1.55 euros, apesar de serem bons.

Deliciem-se!

 

 Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:45

Um lanche no Tease

por Os bloggers, em 04.02.16

Conhecem o Tease?

Já tinhamos ouvido falar e andávamos curiosos para conhecer, por isso este fim de semana fomos lá lanchar.

2016-01-31 17.51.17.jpg

 

Fica no Príncipe Real, junto à Praça das Flores e muito perto da Assembleia da República. Fica também perto de outro sítio que aconselhamos para um belo gelado artesanal, a Gelateria Nannarella.

O Tease é um espaço relativamente pequeno, simpático e acolhedor, com uma decoração diferente, um pouco retro e bem pensada, com uns candeeiros antigos e umas túlipas a alegrar o espaço. O ambiente é descontraído e alternativo.

 

2016-01-31 17.55.47.jpg

 

Quando se entra é impossível não bater com os olhos numa colorida montra literalmente recheada com cupcakes, muffins e bolos à fatia. É uma explosão de cores, que é impossível não culminar numa explosão de sabores. O díficil é escollher!

 

IMG-20160202-WA0001.jpg

 

Optámos por uma cupcake de framboesa e um crumble de maçã em forma de muffin. DELICIOSOS! Para beber escolhemos 2 chás: chá verde com baunilha e chá preto de morango e chocolate. O chá verde com baunilha não surpreendeu, até se tornou um pouco enjoativo para o final, mas o chá preto com morango e chocolate é delicioso e combinou muito bem com o cupcake de framboesa.

 

2016-01-31 17.59.42.jpg

IMG-20160202-WA0000.jpg

2016-01-31 17.59.19.jpg

 

Para além dos bolos, a lista é extensa e inclui sumos detox, batidos, tostas, cocktails... Tudo coisas saborosas. Ficou a vontade de voltar para explorar os outros cupcakes e o resto da lista!

 

PS: Pedimos desculpa pelo efeito que as gulosas fotos vos possam causar!

Facebook: https://www.facebook.com/teasebakery/

 

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30

Adorado Brunch no Museu do Oriente

por Os bloggers, em 13.12.15

Há modas que passam num instante, mas a moda do Brunch é daquelas que veio para ficar, não fossemos nós Portugueses adeptos de passar horas a petiscar em amena cavaqueira com os amigos!

Não é um pequeno-almoço, não é um almoço... São os dois conjugados, com os mais deliciosos sabores e depois de uma manhã a acordar devagarinho (preferencialmente)... Hum... Há mesmo momentos simples e deliciosos!

IMG_20151129_161233.jpgO Restaurante do Museu do Oriente, no topo do edíficio e de face voltada para o Tejo e Ponte 25 de Abril, serve um fabuloso brunch, ao fim de semana, desde meados de Outubro. Existem 2 turnos, o das 12:00 e os das 14:30. Aconselha-se reserva, tamanha tem sido a procura.

IMG_20151129_171115.jpgIMG_20151129_171526.jpgNeste brunch podemos deliciar-nos com doçaria variada, panquecas, croissants, salgadinhos, tostinhas, quiches, ovos mexidos, enchidos, queijos, doces, sobremesas, frutas, iogurtes, cereais, sumos naturais e pratos quentes com um toque oriental como salmão teriaky, porco assado de Goa ou Caril de Gambas. Este brunch é uma verdadeira perdição! Adorámos, quer as iguarias, quer o ambiente.

12122606_994346823961705_4497060176504871422_n.jpg12244793_997952780267776_7764765220057998728_o.jpg12274532_1000578120005242_3496466088624540780_n.jpAh! E para os mais pequeninos há um Kids Corner, com várias brincadeiras e babysitting. Excelente ideia!

O valor do brunch é de 20 euros para adultos e 10 euros para crianças dos 4 aos 12 anos. Os sumos naturais e os chás estão incluídos no valor do brunch.

IMG_20151129_170743.jpgVamos seguramente voltar!

 

Morada: Museu do Oriente, Av. Brasília, Doca de Alcântara, 1350 - 352 Lisboa

Facebook: https://www.facebook.com/orienterestaurante/

 

Créditos das fotos: As fotos dos pratos de comida foram retiradas do facebook do Restaurante Museu do Oriente

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:31

Fomos conhecer o novo Avenida Café

por Os bloggers, em 10.11.15

Abriu há pouco mais de uma semana, mais precisamente a 30 de Outubro, o novo Avenida Café.

Somos curiosos e gulosos... E como tal, no sábado fomos visitar o recém estreado Avenida Café!

IMG-20151108-WA0000.jpgSitua-se a meio da Avenida da República em Lisboa, entre os metros do Campo Pequeno e Saldanha, no número 51C.

 

A entrada é discreta, mas o espaço é grande, incluindo um café, restaurante, bar e a própria zona da confecção da pastelaria.

Funciona das 7 à 1h da manhã, logo dá para tomar o pequeno almoço, almoço, lanche, jantar e um café ou um gin com dois dedos de conversa depois do jantar. Ao fim de semana ainda é possível degustar um brunch.

A lista comporta vários tipos de bolos feitos no local, iogurte biológico, hambúrgueres, sandes, 4 pratos do dia ao almoço e ao jantar as iguarias do chefe Pedro Hipólito.

IMG_20151107_164604.jpgA decoração é simples, agradável e acolhedora.

Percebe-se que o espaço é novo, os funcionários procuram agradar mas ainda não estão em plena harmonia com o espaço e entre si, nota-se que as peças do puzzle ainda estão a encaixar... o que consideramos normal.

Ao entrar a montra de bolos não passa despercebida e até para os que vão só com a ideia de beber um café, é difícil resistir aquelas tentações todas, mas esperamos que não sejam todos como o bolo de cenoura e nós já vos explicamos porquê.

 

Pedimos um iogurte biológico, uma das sugestões da casa, um bolo de cenoura com noz e cafés. O iogurte com cereais e fruta estava bom, mas não surpreendeu; o bolo de cenoura estava mediano, visualmente apelativo e embora saboroso estava um pouco seco o que tira a essência de um bolo de cenoura.

IMG-20151108-WA0009.jpgIMG_20151107_163646.jpgNo final a conta ficou-se pelos 5,50€, um valor que consideramos normal para a zona em que está inserido.

Em suma, é um espaço agradável, com potencial para crescer, indicado para um lanche com a família ou amigos ou até para uma refeição maior. Nós iremos voltar para provar os hambúrgueres, não o pudemos fazer desta vez porque já tinham esgotado.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


Mais sobre mim

foto do autor


Sigam-nos


O melhor blog do mundo


Instagram




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.